O cineasta Luiz Bolognesi assina direção e roteiro do laureado filme "Ex-Pajé", que aborda as consequências do contato do homem branco com os índios Paiter Suruí, em Rondônia, no final da década de 1960. O drama do povo indígena é retratado através da figura do ex-pajé Perpera Suruí, deixado de lado após a evangelização da tribo. O documentário estreia nesta segunda (26) no Canal Brasil.

O pajé passou a questionar sua fé depois de seu primeiro contato com os brancos, que alegam que sua religião é demoníaca. A missão evangelizadora comandada por um pastor intolerante é questionada quando a morte passa a rondar a aldeia e a sensibilidade do índio em relação aos espíritos da floresta se mostra indispensável. O longa é uma denúncia à descaracterização cultural dos índios, proporcionada por uma evangelização agressiva e fundamentalista. Os planos abertos, muito utilizados, evidenciam as profundas mudanças naquela sociedade

A película recebeu o Prêmio Especial do Júri Oficial de Documentários da Mostra Panorama, no Festival de Berlim (Alemanha), e foi considerado o melhor documentário do É Tudo Verdade. Além disso, fez parte da lista de pré-selecionados para representar o Brasil no Oscar de 2019.

"Ex-Pajé" estreia dia 26 de novembro, às 22h no Canal Brasil.