Estreia nesta sexta-feira (08), no canal Curta! a série inédito "1968-O Despertar", coprodução da Grifa Filmes com a alemã Gebrueder Beetz e a francesa Artline Films.

Com direção do britânico Don Kent, que presenciou o movimento Maio de 68 quando era estudante em Paris, na escola de cinema IDHEC (Institut des Hautes Études Cinématographiques), a série retrata a revolução cultural e política ocorrida há 50 anos, com base em depoimentos de testemunhas e imagens de arquivo.

No Brasil, a produção entrevista a ex-presidente Dilma Rousseff, o músico Tom Zé e a historiadora Janaina Teles. A série também tem depoimentos dos filósofos Régis Debray, Toni Negri e Judith Butler, da ex-militante do grupo Panteras Negras, Kathleen Cleaver; dos escritores David Horowitz, Hélène Cixous, Erri De Luca, Alain Mabanckou e Viet Thanh Nguyen; do ex-baterista da banda The Doors, John Densmore; e da pianista chinesa Zhu Xiao-Mei, entre outros nomes.

O objetivo da série é mostrar que, em países tão diferentes quanto as antigas nações europeias, o Japão, os Estados Unidos, o México, o Brasil, a República Tcheca ou o Zaire, os jovens estudantes muitas vezes encabeçaram movimentos contra uma sociedade colonial, autoritária e moralizadora.

Com uma abordagem crítica e internacional, a série examina o que restou dos ideais e da efervescência cultural e social dos anos 60, e que impacto os movimentos dessa década tiveram na formatação do mundo atual, abrindo espaço para a globalização, movimentos ecológicos, feministas e gays.

"1968- O Despertar" foi escolhido para receber o prêmio “Sonuma Archives Award” no festival SunnySide of the Doc, na França, que deu acesso a arquivos de imagens históricas na Europa. A série viajou pela América, Ásia e Europa para encontrar testemunhas da época em São Paulo, Roma, São Francisco, Paris, Tóquio, Berlim e Londres.

"1968- O Despertar" estreia dia 08 de fevereiro, às 23h no canal Curta!.