Na próxima semana se completa um mês de bloqueio do SBT nas parabólicas digitais brasileiras. A emissora decidiu tirar seu sinal aberto do satélite e desde então vem se negando a dar explicações ao seu público.

Extraoficialmente, há rumores de que a emissora estaria tentando negociar uma participação nas vendas de receptores do SAT HD Regional (modelo que libera o sinal da Globo nas parabólicas digitais). Oficialmente, a emissora nada comenta sobre o caso.

Alguns dias após retirar o sinal, a emissora lançou um hotsite pedindo para os proprietários de parabólicas ligarem para os fabricantes cobrando uma solução. A emissora nomeava as três principais fabricantes do mercado e informava o telefone de contato de cada uma.

A atitude fez com que as fabricantes lançassem comunicados alertando o público que a disponibilização do sinal é ÚNICA e EXCLUSIVA da emissora e, portanto, deveria ser ela a responsável por responder pela falta de sinal.

Nesta semana, o canal alterou a mensagem. Retirou os nomes e telefones dos fabricantes, mas ainda se nega a explicar ao público as razões de não desejar mais este tipo de audiência.

Amenizou? Sim. Resolveu? Não. Qual a solução? Troque de canal. Conheça melhor a programação da Record, da Gazeta, da TV Diário e mesmo da TV Globo.

A Redação do VCFAZ ainda está aberta e aguardando um posicionamento oficial e claro do SBT.