O Brasil registrou 16,82 milhões de domicílios com acesso à TV por Assinatura em maio de 2019, de acordo com números divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o que representa uma redução de 1,4 milhão (-6,7%) nos últimos doze meses.

Metade dos domicílios recebem o sinal da TV paga pelo Grupo Claro, num total de 8,29 milhões (49,26%); outros grandes prestadores de telecomunicações presentes no segmento são a SKY, com 5,05 milhões (29,99%); a Oi, com 1,59 milhão (9,45%); e a Vivo com 1,48 milhão (8,82%).

Dos grandes prestadores, apenas a Oi apresentou crescimento na TV por Assinatura nos últimos 12 meses, com mais 60,16 mil domicílios (+3,93%). A Sky apresentou redução de 222,22 mil (-4,22%); a Vivo, menos 116,90 mil (-7,31%); e a Claro, menos 668,17 mil (-7,46%).

Na variação de abril a maio de 2019, o serviço de TV por Assinatura apresentou uma redução de 245,59 mil domicílios (-1,44%). Todos os grupos acompanhados pela Anatel apresentaram redução: Claro, menos 51,27 mil (-0,61%); Sky, menos 69,27 mil (-1,35%); Vivo, menos 19,31 mil (-1,29%); e Oi, menos 1,49 mil (-0,09%).