Olá, internautas

No domingo (30/06), Geraldo Luis entrou em uma nova fase com o seu “Domingo Show”. O dominical da Record TV, que perdeu a vice-liderança após o “Domingo Legal” retornar ao antigo horário de início às 11 horas no SBT, também voltou para a sua antiga faixa.

Agora, a atração vai ao ar entre 11 horas às 15h45. O apresentador reconquistou seu palco e auditório. Apesar disso, as reportagens longas continuaram sendo o recheio principal. O grande destaque ficou por conta do “bebê fumante” da Indonésia. Dez anos após a exibição da reportagem pela emissora, Geraldo trouxe o garoto para o Brasil.

Outra reportagem gravada destacou um menino de 9 anos fascinado por Matemática que faz contas de cabeça. Durante a exibição da matéria, a tela ficou dividida com o VT e o apresentador ao vivo no palco. Depois, ele recebeu o garoto em sua nova arena. “Domingo Show” apostou ainda em uma gincana com dois porteiros que se enfrentaram numa disputa musical.

A nova fase do dominical iniciou com um grave problema. O projeto do palco da atração resultou em um tom sombrio e escuro no vídeo. Não combina com o clima ensolarado do domingo. O auditório, teoricamente, serviria para amenizar as pautas “tristes”. Seria um espaço para trazer um ar mais leve com convidados especiais.

Neste domingo, por exemplo, lá estavam Fabiola Reipert, Sabrina Sato, Luiz Bacci (com um visual que foge de um apresentador de noticiário policial) e Eri Johnson. Aliás, Geraldo deveria sempre convidar o elenco das novelas exibidas pela casa.

“Domingo Show” precisa de mais show nestas quatro horas de exibição. E mais agilidade no andamento do dominical.

Fabio Maksymczuk