Olá, internautas

Neste sábado (17/08), o SBT estreou “Topa ou Não Topa”. A emissora acerta ao reforçar a programação neste dia da semana, anteriormente desprezado. Com a nova grade, o envelhecido “Programa Raul Gil” perde uma hora.

“Topa ou Não Topa” com Silvio Santos conquistou uma boa repercussão junto ao telespectador. Depois, Roberto Justus assumiu o posto de comandante. Agora, a batuta fica com Patricia Abravanel.

Nesta estreia, ficou impossível não comparar pai e filha. Missão ingrata para Patricia. Silvio Santos é o mestre da TV brasileira. Patricia praticamente ainda é uma aprendiz. SS dominava o palco com maestria. Brincava com o banqueiro. Alôôôô.

Já a filha número 4 tem a companhia da tesoureira. Precisará criar um clima mais intenso de intimidade com a figura misteriosa. Patricia necessita ser uma âncora do desafio. Firme.

Neste primeiro programa, a participante que faturou 100 mil reais tinha uma história de vida emocionante. Perdeu o marido e filho assassinados. Criou uma ONG para ajudar crianças carentes. Ponto positivo. O telespectador ficou na torcida.

A iluminação do cenário do “Topa ou Não Topa” permanece a mesma quando a atração era exibida na grade noturna. Azul escuro. Isso poderia ser reavaliado, caso o formato permita. Tom mais claro seria o ideal nesta nova fase vespertina.

Fabio Maksymczuk