A operadora de multisserviços Oi começou a comunicar nesta semana uma importante mudança no seu produto Oi TV Livre que deverá afetar diretamente milhares de clientes.

O Oi TV Livre é um plano básico ofertado pela operadora que possibilita ao cliente ter acesso aos principais canais abertos do país mediante a compra de uma mini antena parabólica e um receptor próprio da Oi (em parceria com Elsys e Bedinsat). Entre os canais disponíveis estão Globo (regional), SBT, Record, RedeTV!, CNT, Rede Brasil, Ideal, Record News, TV Câmara, TV Senado e outros.

Até o momento, quem adquirisse o equipamento e não assinasse um pacote pós-pago ou pré-pago teria acesso aos canais aberto sem qualquer custo. No entanto, o contrato firmado no momento da liberação previa que o período de gratuidade tinha um prazo de 5 anos em contratos mais antigos e 2 anos nos mais recentes.

Apesar do prazo de gratuidade, a operadora não vinha realizando cobranças. Nesta semana, a Oi começou a comunicar sua rede credenciada que passará a cobrar também pelo acesso aos canais abertos no plano Oi TV Livre.

Ao final do prazo de 2 anos, o sinal será bloqueado no receptor e o cliente deverá realizar uma recarga para liberar novamente os canais abertos. A operadora dará ao cliente três opções de pagamento:

  • Mensal: R$ 9,90
  • Anual: R$ 59,90 (corresponde a R$ 4,99 por mês)
  • Bienal: R$ 99,90 (corresponde a R$ 4,16 por mês)

Os valores poderão ser pagos via boleto e cartão de crédito.