Nesta quarta (25), o Canal Brasil estreia o documentário “Celly & Tony Campello – Os Brotos Legais”. Até a primeira metade do século passado, os boleros chorosos e as letras nostálgicas dominavam a programação das grandes rádios. O rock internacional começava a chegar por aqui, mas a cena nacional do estilo se resumia, basicamente, a covers dos artistas estrangeiros.

Tudo mudou com a chegada de dois adolescentes de Taubaté, no interior de São Paulo. Os irmãos Celly e Tony Campello trouxeram tintas verde e amarelas às guitarras nacionais, revolucionaram a história da música brasileira e conquistaram o posto de primeiros astros pop do país. Dimas Oliveira Junior resgata a trajetória dos “brotos legais” neste documentário musical com depoimentos de quem viu essa história acontecer de perto.

Celly e Tony explodiram na cena nacional muito jovens. Ainda adolescentes, gravaram o primeiro disco e rapidamente estouraram com Estúpido Cupido, cujo lançamento foi promovido durante o programa do apresentador Chacrinha. Logo vieram outros hits como Lacinhos Cor-de-Rosa, Billy e Banho de Lua, canções até hoje entoadas em tom saudoso. Com um grande material de acervo de fotos e vídeos, o documentário narra a biografia dos astros com muitas de suas obras ao longo do roteiro.

Tony comenta a infância vivida em Taubaté, o início da carreira musical e a parceria com a irmã, enquanto ícones da música brasileira como Renato Teixeira e Wanderléa reforçam a importância do duo para a nossa história.

Celly & Tony Campello – Os Brotos Legais” estreia dia 25 de setembro, às 20h no Canal Brasil.