Baseada na biografia de Bruna Surfistinha, no livro “O Doce Veneno do Escorpião”, a série “#MeChamadeBruna” (“Me Chama de Bruna”), produção brasileira da FOX estreia nesta quinta (17) no Globoplay. A série teve três temporadas produzidas, exibida entre 2016 e 2019.

A produção relata um momento crucial da história de vida de Raquel Pacheco, a jovem paulista de classe média, que resolveu mudar radicalmente de vida, fugiu da casa dos pais, e se tornou a garota de programa mais conhecida do país. Jonathan Haagensen, Carla Ribas, Jonas Bloch, e Nash Laila completam o elenco.

A primeira temporada mostra a garota, vivida pela atriz Maria Bopp, no início de sua história na prostituição, em seu primeiro ano de trabalho no privê de Stella (Carla Ribas), uma velha cafetina. Sua vida se transforma à medida que ela se torna Bruna e começa a se destacar entre as outras garotas da casa – Georgette (Stella Rabelo), Mônica (Luciana Paes) e Jéssica (Nash Laila) – a ganhar a preferência dos clientes, e a descobrir sua verdadeira vocação e prazer.

Ainda menor de idade, Bruna (Maria Bopp) precisa lidar com a inveja, não só das colegas de trabalho, mas também de Nancy (Suzana Kruger), ajudante de Stella, que não acredita que haja boas intenções na novata. Esses são alguns dos conflitos que Bruna precisa lidar, além da relação com sua família, que clama para ela voltar para casa, e clientes agressivos, que não enxergam nas garotas nada além de um objeto de prazer.

Mas nada disso é obstáculo para Bruna, que fica cada vez mais convicta sobre o seu lugar, sua personalidade e o poder de seu corpo e sexualidade. Em busca de uma liberdade individual, ela descobre um mundo que oprime, muito mais do que liberta, e se torna a garota de programa mais conhecida e procurada de São Paulo.

A 1º temporada de “#MeChamaDeBruna” estreia dia 17 de outubro no Globoplay.