Histórias inspiradoras em filmes, debates e matérias especiais marcam o Dia da Consciência Negra na Globo, na quarta-feira (20). Em duas faixas de filmes, produções inspiradas em fatos reais. A “Sessão da Tarde” exibe “Vitórias de Uma Vida” e o “Cinema Especial’, “Tudo o que aprendemos juntos”. O ‘Encontro com Fátima Bernardes’ e o ‘Globo Esporte’ também trazem especiais sobre a data.

 Após o ‘Se Joga’ a ‘Sessão da Tarde’ conta a emocionante história de Gabrielle Douglas, primeira negra a conquistar uma medalha de ouro no individual geral da competição de ginástica artística dos Jogos Olímpicos em “Vitórias de Uma Vida”. O feito ocorreu em Londres-2012, quando ela também subiu no lugar mais alto do pódio na competição por equipes. Quatro anos depois, no Rio de Janeiro, a americana faturou mais um ouro por equipes.

Já no ‘Cinema Especial’, que vai ao ar depois da novela ‘A Dona do Pedaço’, o filme “Tudo o que aprendemos juntos”, com Lázaro Ramos, é inspirado na formação da Orquestra Sinfônica de Heliópolis. A trama conta a saga de Laerte, um músico promissor que sofre uma crise em plena audição para uma vaga na Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp). Frustrado e com problemas financeiros, vai dar aulas na favela de Heliópolis. Cercado por pobreza e violência, redescobre a música de forma tão apaixonada que contagia os jovens estudantes, transformando suas vidas.

O “Encontro com Fátima Bernardes” de quarta-feira recebe Luana Génot, do Instituto Identidades do Brasil; Eliane Dias, empresária e advogada conhecida por sua militância contra o preconceito, o abuso e o feminicídio; e a cantora Negra Li.

Já o “Globo Esporte” exibe uma matéria especial com os atletas olímpicos Aída dos Santos, Valeskinha, Daiane dos Santos e Edvaldo Valério; o ex-árbitro Marcio Chagas de Freitas e o repórter Diego Moraes, que está na disputa por uma vaga olímpica no caratê. Eles falam sobre a luta contra o preconceito e lembram momentos em que sofreram discriminação ao longo da carreira.