O canal de TV por assinatura I.Sat exibe ao longo do mês de dezembro uma série especial com documentários argentinos. As produções serão exibidas todos os domingos, sempre a partir da 1h.

O especial traz o olhar de documentaristas argentinos que se caracterizam pelo posicionamento e compromisso, com bom ouvido e bom olfato, com militância e com ética, garra e coração. Confira os destaques:

El Prof3s1on4l” é um documentário que registra o mundo de trabalho do cineasta argentino Raúl Perrone, em plena gravação de um dos seus filmes. Em geral Perrone não permite que o seu trabalho seja registrado, porque para ele representa um ato de intimidade, algo muito pessoal. Mas Martín Farina, diretor deste filme, conquista a confiança dele e consegue uma permissão para participar desse momento artístico, para construir um retrato genuíno e sensível do cineasta da cidade de Ituzaingó, na grande Buenos Aires, mostrando-o como diretor de cinema, mas, ao mesmo tempo, como ser humano, com suas luzes e suas sombras.

Mujer nómade” mostra a vida cotidiana da epistemóloga e ensaísta argentina Esther Díaz e percorre os pontos mais relevantes da sua obra filosófica, ligada aos parâmetros de sexualidade e prazer dominantes dentro da cultura patriarcal e a possibilidade de subverter esses valores a partir de uma concepção mais ampla e menos estereotipada que se define como pós-pornô. A partir de fragmentos das suas atividades diárias, dos seus rituais caseiros, de congressos de filosofia e dos seus hábitos sexuais, o documentário constrói um relato que se desloca entre o passado, o presente e o onírico.

Outro destaque é o longa “Los Índalos“. Aurora Sánchez, “La Cachorra”, herdeira de uma estirpe de revolucionários, evoca a sua vida. Uma história que começa com a luta dos seus país na Espanha republicana e sua posterior chegada à Argentina. Um século inteiro de militância, de sangue derramado e de vidas oferecidas à revolução. Roberto e Iván, seu irmão e seu filho, compartilharam o exílio nas salvadoras terras francesas, compartilharam a trincheira na triunfante Nicarágua sandinista e, como uma obra do destino, compartilharam seu desaparecimento durante a tentativa de ocupação do quartel militar de La Tablada. Hoje a luta de Aurora é por justiça para os seus “Índalos”.

Nada culmina en la víspera” traz o drama de Florencia em busca de reconstruir a história de seu avó. Depois da morte de Miguel Gazzera, sua neta descobre que pessoas alheias à família sabem muito mais sobre a história dele do que ela mesma. Isso a incentiva a reconstruir a figura do avô unindo o pouco que sabia da sua atuação sindical, o que imaginava e escutava na infância e depoimentos da família, de sindicalistas, jornalistas e políticos. O mosaico abrange da luta pela volta de Perón à Argentina até a ausência como marido e pai. Entre lembranças e documentos, cresce o impulso de descobrir quem foi seu avô de fato e, consequentemente, quem é ela.

Com direção de Pablo Aparo, o canal exibe “El espanto“. No isolado povoado de El Dorado, todos os males são tratados com curas caseiras. Todos, exceto o espanto, que afeta exclusivamente as mulheres e só pode ser curado por um velho ermitão, que ninguém tem coragem de visitar.

Encerrando o ciclo, o canal mostra “La gente del río“. Os moradores de Ernestina vivem na tranquilidade própria de um povoado de uma centena de habitantes. Essa paz termina durante o verão, quando turistas que chegam para aproveitar o rio local cometem atos de vandalismo. O povoado decide contratar um serviço de segurança particular, mas isso não soluciona o problema. Roubos e fatos estranhos acontecendo, mesmo quando não há gente no rio. O que realmente está havendo em Ernestina? O retrato ácido de uma sociedade que luta contra os seus próprios medos.