Olá, internautas

Nesta terça-feira (10/12), a Record TV estreou “Amor Sem Igual”. A nova novela de Cristiane Fridman, que emenda uma novela à outra desde Jezabel, com direção de Rudi Lagemann, egresso também de Topíssima, começou com boa perspectiva.

“Poderosa” dominou o seu espaço logo no primeiro capítulo. A emissora acerta ao apostar em Day Mesquita para protagonizar a trama. Em Topíssima, o canal jogou suas fichas em Felipe Cunha que ganhou o seu primeiro protagonista. E funcionou. Agora é a vez da protagonista feminina. A atriz já dá sinais que aproveitará a oportunidade.

Na novela anterior, Camila Rodrigues, que é uma marca da teledramaturgia da Record, liderou a trama. Desta vez, Rafael Sardão, ator que sempre surge nas novelas da casa, interpreta Miguel. Apostam de um lado no casal. Segurança do outro. Interessante.

Como já é tradição nas estreias da Record, cenas de ação surgiram com uma perseguição em uma estrada, carro capotando ladeira abaixo e explosão. O mote central já foi apresentado ao telespectador.

Nesta estreia, um fato chamou a atenção. Juan Alba interpreta Ramiro, pai da Poderosa e de Tobias, vivido por Thiago Rodrigues que entra pela primeira vez no elenco recordiano/Casablanca. Alba tem 54 anos. Rodrigues tem 39 anos. Como assim? Estranhíssimo.

O desafio do sotaque nordestino já ficou claro no núcleo da Família Oxente. O pernambucano Ernani Moraes, que vive Antonio, apareceu com o sotaque carregado em determinadas cenas. Já em outras, desapareceu.

“Amor Sem Igual” estreou com uma protagonista forte. Agora é acompanhar a nova aposta da emissora da Barra Funda.

Fabio Maksymczuk