A comédia de Bruno Bloch, Daniel Belmonte e Pedro Cadore brinca com a conturbada e cômica tentativa de dois aspirantes a cineastas na produção de um roteiro em “B.O”, que estreia nesta quarta (04) no Canal Brasil. A produção é estrelada por Daniel Belmonte, André Pellegrino, George Sauma, Mateus Solano e Luísa Arraes.

Pedro (Daniel Belmonte) e Fabricio (André Pellegrino) são dois jovens cineastas empenhados em emplacar seus roteiros para filmes de comédia. O início da carreira, no entanto, é complicado. Os rapazes têm dificuldades para conseguir um produtor e angariar recursos para viabilizar as produções. Eles acreditam ter boas ideias, mesmo depois de serem recusados prontamente por profissionais da área, mas seus guiãos não saem do papel. Além disso, há a pressão familiar por uma profissão mais estável e a necessidade de encarar a vida adulta de vez. Quando tudo parece perdido, o canastrão Amaral (George Sauma), um velho amigo de faculdade, lhes oferece seus supostos conhecimentos no mercado, cede seu apartamento como cenário e topa encarar o desafio de fazer a obra ganhar as telonas.

O plano parece perfeito, mas logo encontra percalços pelo caminho. O time formado por Amaral não possui qualquer experiência com cinema e as gravações transformam-se em um grande caos de novatos. Os diretores são obrigados a lidar com o ego do protagonista, Nanão (Hernande Cardoso), a interpretação ininterrupta de João Lucas (João Pedro Zappa), a insatisfação da equipe pela falta de pagamento e as interferências artísticas e confusões pessoais de Amaral. O filme, um drama sobre a reconciliação de dois irmãos quando um deles está à beira da morte, acaba ganhando forma de uma tragédia com momentos cômicos visto a dificuldade dos diretores, em uma sátira sobre como é a realidade dos produtores independentes no país.

“B.O” estreia dia 04 de dezembro, às 18h10 no Canal Brasil.