Olá, internautas

Nesta terça-feira (24/12), o programa “Aqui na Band” ganhou o seu especial de Natal. Com a nítida marca do diretor Vildomar Batista, a atração reuniu as estrelas da emissora do Morumbi. Ótima ideia.

O telespectador teve a oportunidade de acompanhar uma confraternização entre apresentadores, comentaristas e jornalistas da Rede Bandeirantes. Porém, alguns fatos precisam ser mencionados.

Visivelmente, Henrique Fogaça, do “MasterChef”, estava incomodado. Passou grande parte do especial com cara amarrada. E para piorar a situação, o colunista Nathan, ou Nana Rude, ainda comentou que o chef tem cara de lenhador. Gargalhada geral no estúdio.

Os apresentadores e colaboradores do “Aqui na Band” tinham o seu próprio microfone acoplado ao rosto. Já os demais colegas de emissora, precisavam usar o microfone de mão. Para abrir os presentes, muitos enfrentaram dificuldades. Segurava microfone. Dava o artefato para o colega. Ficava sem som. Voltava com o microfone e o presente na outra mão. Uma mesinha ao lado poderia ter sanado tal problema.

Todos do MasterChef, um dos carros-chefes da casa, estavam presentes. Menos Paola Carosella. Ficou estranho. Saia justa entre Milton Neves e Roberto Justus precisou ser contornada. Milton já processou o comandante de O Aprendiz.

Os presentes poderiam ter ganhado um maior destaque no especial. O jornalista Luiz Megale presenteou a colega com um caderno travestido de diário. Como assim? Joel Datena presenteou Jacquin com um par de meia. Oi? Neto ainda ganhou canetas de Lacombe.

O amigo secreto possibilita o encontro entre as estrelas em um mesmo ambiente. Isso é interessante. Porém, a criatividade deveria se impor na troca dos presentes.

Fabio Maksymczuk