Janeiro finalmente chegou ao fim (parece que levou décadas!) e com novas produções chegaram às principais salas do país nesta última quinta-feira, dia 30 de janeiro.

O longa “Bad boys para sempre” é um dos destaques da semana. Os Bad Boys Mike Lowrey e Marcus Burnett estão de volta para uma última missão. Burnett agora é inspetor de polícia e Lowery está passando por uma crise de meia idade. Eles se unem novamente quando um mercenário albanês, cujo irmão eles mataram, lhes promete um bônus importante.

O cinema nacional estreia “Açúcar“. Bethânia, apesar de não gostar do cenário rural da Zona da Mata, precisa precisa voltar ao lugar onde nasceu, um engenho de cana-de-açúcar, a fim de impedir que os antigos trabalhadores do canavial tomem conta das terras.

Pra quem busca comédia, uma opção é o italiano “E agora, a mamãe saiu de férias“. Carlo e Giulia têm três filhos: ele é um pai distraído e absorvido pelo trabalho; ela é uma mãe que se dedicou à sua família, desistindo de sua carreira. As crianças são Camilla, uma adolescente rebelde de 13 anos de idade, Tito, de 10 anos, inteligente e de humor duvidoso, e a pequena Bianca, de 2 anos, que não fala, usa gestos e só faz o que quer. Cansada da rotina, Giulia sai de férias, sozinha, por dez dias, enquanto Carlo conta com a ajuda inusitada de uma babá para dar conta de todo o trabalho.

Da Polônia vem o documentário “Com amor Van Gogh – O sonho impossível“. Um documentário que mostra em detalhes a difícil jornada de dois cineastas para atingir um sonho impossível: criar Com amor, Van Gogh, o primeiro longa de animação da história feito completamente com pinturas.

Fã de dramas? Então confira “Judy – muito além do arco-íris”. Inverno de 1968. Com a carreira em baixa, Judy Garland aceita estrelar uma turnê em Londres, por mais que tal trabalho a mantenha afastada dos filhos menores. Ao chegar, ela enfrenta a solidão e os conhecidos problemas com álcool e remédios, compensando o que deu errado em sua vida pessoal com a dedicação no palco.

Fechando a semana estreia o longa “Testemunha invisível“. Adriano Doria é “o empresário do ano” em Milão. Ele dirige uma BMW, usa um Rolex extravagante, tem adoráveis esposa e filha e uma bela amante. Mas agora ele está em prisão domiciliar, acusado de assassinato.