Olá, internautas

Nesta semana, a TV Globo estreou a vigésima edição do “Big Brother Brasil”. O reality se transformou no mais importante do gênero na TV brasileira. “BBB” é o programa que melhor se acopla à internet. É o fenômeno da transmídia.

Especialmente desde o “BBB16”, os brothers e sisters aproveitam a fama instantânea para se espraiar nas redes sociais, especialmente o Instagram. Além do prêmio de R$1,5 milhão (valor desatualizado há anos), a conquista de seguidores se transformou em uma verdadeira obsessão.

Após a temporada apática de 2019, o “BBB20” veio com a novidade de trazer alguns “famosos” que integram o grupo Camarote. Adversários da trupe dos “Pipocas” composto por pessoas que se inscreveram e passaram por todas as etapas de seleção.

Na realidade, os nove “convidados” não são “tão” conhecidos do grande público. Nesta estreia, Tiago Leifert até frisou sobre a equipe: “talvez vocês conheçam”. Talvez mesmo. Porém, isso não é um problema. O “BBB” é construído por anônimos. Muito diferente da proposta de “A Fazenda”.

Mari Gonzalez já passou a impressão de “nariz empinado” no primeiro encontro com os “pipocas”. A modelo enfatizou que participou do “Pânico na Band”. Além de ex-panicat, destacou que foi apresentadora da atração. Oi? O ator Babu Santana já apostou no discurso de “negro e favelado”. A mesma “estratégia” de Danrley no ano passado. Manu Gavassi seria a mais conhecida do reality. Porém, com sua personalidade calma e “zen”, poderá ser “esmagada” pelos colegas.

Nesta vigésima edição, os médicos continuam com a sua cota. Personagens marcantes na história do reality. Desta vez, duas médicas: Marcela e Thelma. O ex-jogador Hadson, a cantora-vendedora Flayslane e a advogada Gizelly já passaram a impressão de serem pessoas com temperamento forte. Deverão criar cizânias no confinamento. Já Victor Hugo deverá revelar, teoricamente, a sua experiência de ser um assexual.

Nesta estreia, Tiago Leifert apareceu desanimado. Precisa de mais energia para comandar o show. Há ainda a Casa de Vidro que poderá remexer ainda o tabuleiro com a presença de ex-BBBs.

Nesta temporada, o “BBB” contará com o desafio de suceder “Amor de Mãe” na programação. A novela encontra-se fora da meta nos índices de audiência e deverá bater recorde negativo entre todas as produções da faixa horária.  O reality sempre é acoplado à novela das nove. Tanto que até hoje é considerado uma “novela da vida real”. O “BBB20” terá que chamar a atenção para alavancar a sua própria audiência e não se tornar a “pior audiência da história do reality” diante do efeito cascata negativo.

Fabio Maksymczuk