Nesta quinta (23), o Canal Brasil estreia o longa “Sedução da Carne”, mais recente filme de Julio Bressane. A produção traz inserções de posicionamentos políticos com passagens surrealistas para questionar a destruição das florestas brasileiras em queimadas cujo principal objetivo é abrir espaço para o plantio de soja e criação de gado. Tudo isso posto a xeque a partir de um monólogo de Mariana Lima, uma viúva reticente a sair de casa após a morte do marido. O filme conquistou o grande prêmio do júri no Festival de Lisboa e Sintra (Portugal).

Siloé (Mariana Lima) é uma mulher culta e ressentida após a morte do cônjuge. Solitária e presa a sua casa, da qual se recusa a sair, a viúva passa os dias a conversar com um papagaio de estimação, seu único companheiro em tempos de luto. Em meio a verborragias sobre as antigas viagens com o falecido companheiro e sobre a relação do humano com os outros animais, a protagonista critica o especismo, comenta os malefícios do consumo massivo de carne animal para a natureza e alfineta as políticas públicas que permitem tal avanço da indústria agropecuária. Tudo isso acontece enquanto a escritora é observada por uma grande porção de carne crua, pronta para lhe acompanhar nos mais diversos momentos.

“Sedução da Carne” estreia dia 23 de janeiro, às 20h55 no Canal Brasil.