Olá, internautas

Encrenca” se transformou na quarta força na guerra dominical. A atração de Tatola Godas, Dennis, Ricardinho e Angelo figura como o programa mais assistido da RedeTV!. Ocupou o vácuo deixado pelo Pânico com uma proposta diferente.

“Encrenca” traz a linguagem da internet e redes sociais para a televisão. As videocassetadas, marca registrada do “Domingão do Faustão”, se transformaram no ZapZap. Vídeos curtos com duração breve de 15 a 20 segundos. No máximo. O quarteto comenta em cima das imagens. Como se as opiniões fossem publicadas nas redes. Aqui é falado.

Além do ZapZap, há quadros fixos. Material também com curtíssima duração produzido pela atração. “Piada Pronta” com anedotas simples, “Dança do Peru” (versão da dança do siri do Pânico), “Joãozinho” (uma espécie de escolinha), Fuçada na Rede (ultrapassa 1 minuto de duração com momentos do programa da rádio da trupe), “Emplacados”, “O Dino”, além do “Eu Te Amo” que foge do humor e aposta na emoção.

Quadros clássicos com essa nova linguagem da net. “Encrenca” também aposta em bordões, ingrediente que marca os humorísticos da TV brasileira. “Morreu, mas passa bem”, “Eê tá doido?” e “Gordinho só se ferra” surgem após os vídeos todo domingo.

“Encrenca” é um programa simples com o ritmo dos tempos atuais. E esse ritmo prende a atenção do telespectador na frente da TV e não do celular.

Fabio Maksymczuk