Criada por Kjetil Indregard, a mente por trás de “Maniac” e por Atle Knudsen, a narrativa de “Coletivo Terror” (Bloodride), segunda série original norueguesa da Netflix, imagina uma jornada para o desconhecido, recheada de reviravoltas e obstáculos, mistérios e absurdidades – e um humor bastante mórbido e ácido.

Em formato antológico, dentro do qual cada história é ambientada dentro de seu próprio universo realístico e bizarro. Nesta temporada, os passageiros a bordo de um ônibus viajam sem saber qual é o destino final.

“Coletivo Terror” estreia dia 13 de março na Netflix.