“A Fera na Selva”, longa que estreia no Canal Brasil nesta terça (05), traz à tona uma reflexão muito presente nesse período em que o mundo enfrenta uma pandemia: a importância de viver o dia de hoje sem privilegiar apenas o que projetamos para o futuro. No filme dirigido e protagonizado por Paulo Betti e Eliane Giardini, – Lauro Escorel também assina a direção – João (Paulo) é um sujeito obcecado por algo extraordinário que, ele tem certeza, acontecerá em sua vida. Em uma visita guiada em uma ruína histórica, ele reencontra Maria (Eliane Giardini) casualmente, dez anos depois. O professor de português tem uma vaga lembrança de que se conheciam do passado, mas a mestre em literatura recorda cada detalhe desse encontro.

Na ocasião, João lhe confidenciou um segredo íntimo: ele espera por um grande e único acontecimento que será capaz de mudar radicalmente sua vida. Maria lembra de tudo e deixa João  absolutamente encantado e assustado. Ela é a única pessoa com quem ele dividiu esse fardo que não lhe permite usufruir o momento presente, pois está sempre no aguardo do porvir. Juntos, eles decidem esperar esse grande momento, sem captar, no entanto, a beleza das pequenas coisas do cotidiano.

“A Fera na Selva” é livremente inspirado no livro homônimo publicado em 1903 pelo americano radicado na Inglaterra Henry James. Paulo Betti e Eliane Giardini, que já haviam interpretado o canal no teatro, trouxeram a trama para as telas em um projeto muito especial e familiar. Além de assinarem o roteiro, dirigirem e atuarem no longa, a filha do ex-casal,  Juliana Betti, também atuou e cuidou da produção de elenco.

“A Fera na Selva” estreia dia 05 de maio, às 20h30 no Canal Brasil.