Olá, internautas

Fernanda Gentil chamou a atenção dos telespectadores na cobertura esportiva. Passou carisma e competência no vídeo. Tiago Leifert tinha obtido o mesmo reconhecimento. O jornalista ganhou novos desafios na carreira e se transformou em um competente apresentador de entretenimento.

O mesmo caminho estava sendo traçado para Fernanda. Diferente do colega, a apresentadora enfrenta mais desafios nesta transição. Após a sua saída do “Esporte Espetacular”, a jornalista ficou meses fora do ar. Criou-se uma grande expectativa para o seu retorno que não foi triunfal.

Ressurgiu no “Se Joga” que, desde o lançamento do projeto, já era visto com desconfiança. A atração saiu do ar e não deixou saudade. Fernanda entrou nesse comboio. Mais alguns meses fora do ar.

Neste sábado (30/05), Gentil retornou ao vídeo em um singelo quadro do “É de Casa”. A jornalista comanda “Mundo Gentil”. Cerca de 10 minutos no ar. A carioca prestará serviço e valorizará iniciativas solidárias em tempos de pandemia do novo Coronavírus.

Porém, a edição ficou comprometida. Ela olhava em direção a uma câmera que sofreu uma queda, após a gravação, e suas imagens foram perdidas. Somente a outra, no plano geral, enquadrava as falas. Tenso. Ar amador. Que fase…

Gentil poderia ter retornado ao jornalismo nesta cobertura da pandemia. Seria um bom reforço ao “Encontro com Fátima Bernardes” em sua versão estendida. Ela poderia passar informações sobre o novo Coronavírus no Brasil. “É de Casa” já é um programa superpovoado. O brilho da comunicadora fica ofuscado.

Fabio Maksymczuk