Recordar é viver (ou não): no último 12 de abril, um domingo de Páscoa, o presidente e mito com histórico de atleta Jair Bolsonaro profetizou  durante uma ‘live religiosa’ transmitida via internet e pelo SBT a seguinte frase: “Parece que está começando a ir embora a questão do vírus“. Ele estava acompanhado de líderes religiosos – entre eles, a esposa de Silvio Santos, Íris Abravanel. Quase um mês depois, a realidade se mostra (bem) mais dura. Se naquele momento o Brasil tinha atingido a marca de mais de mil mortes pelo coronavírus, agora a realidade é bem diferente da profecia de Jair: o país deverá, infelizmente, superar a marca de 10 mil mortes em pouco dias. E a “questão” do vírus se mostra cada vez mais catastrófica…

Se a mistura entre saúde, religião e economia já gerava debates acalorados num momento em que o presidente ignorava o aumento exponencial de casos do vírus – o que será do Brasil agora, quando o tamanho da catástrofe se mostra muito pior do que as previsões?

Uma sugestão: o SBT poderia fazer uma reprise da live. E, logo em seguida, exibir o seu telejornal diário, com as notícias do dia. Que tal, Silvio?

Para quem quiser rever, basta um clique: