Início FABIOTV

Por onde anda Rodrigo Veronese?

Olá, internautas

A velha pergunta “Por onde anda?” sempre rodeia o imaginários de muitos telespectadores que acompanham as telenovelas. Por onde anda aquele ator ou aquela atriz que, por algum motivo, encontra-se afastado da mídia.

Dias desses, de supetão, lembrei do ator Rodrigo Veronese que se destacou, principalmente, no final dos anos 90 e na década passada em produções do SBT, Rede Record e TV Globo.

Entre 1997 a 2002, o paulistano emendou uma novela atrás da outra. Pela então Rede Record, chamou a atenção em “Estrela de Fogo”, “Louca Paixão”, “Marcas da Paixão” e “Roda da Vida”. Essa fase da teledramaturgia da emissora da então Avenida Miruna ficou marcada pelas produções realizadas pela JPO. Antecede a estratégia A caminho da liderança iniciada por “A Escrava Isaura” em 2004.

Em seguida, Veronese protagonizou “Pequena Travessa” no SBT. Interpretava Beto ao lado de Julio, ou melhor, Julia vivida por Bianca Rinaldi. O ator se destacou nesta novela. Seu melhor momento na teledramaturgia.

Posteriormente, o ator adentrou a TV Globo na novela “Paraiso Tropical”. Depois, ganhou personagens coadjuvantes em Beleza Pura, Caminho das Índias e Malhação. Fez mais recentemente uma participação rápida em “O Outro Lado do Paraíso”.

O ator que emendava uma novela atrás da outra não aparece com tanta frequência no vídeo. Daí, veio à minha mente a pergunta: Por onde anda? Eis que no Twitter surgiu uma publicação do perfil Chamadas Antigas com a abertura de “Louca Paixão” que, aliás, obteria melhor desempenho no IBOPE ao invés das atuais reprises de “Jesus” ou “Apocalipse”. E lá estava Veronese.

Pesquisei na rede social e encontrei o perfil do ator. Com cabelos já grisalhos, ele mandou uma mensagem a este blogueiro. Revelou que, neste período de distanciamento social, comanda um programa de rádio online, Rádio 80 FM, ao lado do radialista Rafael Dutra. O ator resgata as preciosidades dos anos 80 na atração “80 por segundo” toda segunda-feira, a partir das 22 horas. Na mais recente edição, relembrou os hits de Madonna e entrevistou a atriz Bia Seidl, ícone da década oitentista.

Durante o bate-papo, Bia frisou que, antigamente, a novela baseava em dois pilares: o texto do autor e a interpretação do ator ou atriz. Hoje, há uma série de elementos que marcam a escalação do elenco e a obra em si. Veronese declarou que muitos produtores de elenco levam em conta o número de seguidores nas redes sociais para a entrada do ator em uma novela e muitos bons profissionais ficam de fora.

Para quem quiser conhecer o projeto radiofônico de Veronese, é só acessar o canal no YouTube da rádio:

O ator é bem acessível e interage com seus fãs seja no Twitter ou Instagram. Esse é o lado positivo das redes: aproxima os profissionais que admiramos pela tela do celular ou computador.

Fabio Maksymczuk