Um circuito que costuma levar os pilotos ao limite da exaustão. Hungaroring recebe pela 35ª temporada seguida a principal categoria do automobilismo mundial. O GP da Hungria acontece neste domingo, dia 19, com transmissão da TV Globo e do Globoesporte.com, a partir das 10h10, logo após a primeira parte do ‘Esporte Espetacular’. Uma etapa marcada ao longo dos anos por disputas intensas, poucas retas, muito calor e por ultrapassagens históricas. Os primeiros treinos livres acontecem no início da manhã de sexta-feira, dia 17, com a cobertura completa do SporTV.

A relação do automobilismo brasileiro com o circuito de Hungaroring atravessa décadas. A história começou a ser contada logo na primeira edição do GP da Hungria, em 1986. Uma ultrapassagem antológica de Nelson Piquet sobre Ayrton Senna, até hoje considerada uma das mais fantásticas da categoria. Nas primeiras sete edições desta corrida, os dois pilotos venceram cinco. A outra vitória nacional no autódromo localizado a 19 quilômetros da capital Budapeste foi de Rubens Barrichello, em 2002. Oito anos mais tarde, o mesmo Rubinho escreveu mais uma capítulo formidável. A bordo de uma Williams, foi para cima de Michael Schumacher, então na Mercedes, e ficou a centímetros de bater no muro. Uma ultrapassagem linda e simbólica, por acontecer sobre o companheiro dele na Ferrari por seis temporadas.

Na sexta-feira, dia 17, o narrador Sergio Mauricio e o comentarista Rafael Lopes acompanham o primeiro treino livre, a partir das 6h, no SporTV, com reportagens de Mariana Becker diretamente de HungaroringA segunda atividade do dia está prevista para começar às 10h, no SporTV2, com o mesmo trio. No sábado, o SporTV exibe o último treino livre, às 7h, e também a classificação, às 10h. Nesta última, Luciano Burti junta-se à equipe de transmissão e participa por vídeo da definição do grid. No domingo, ele estará no estúdio com Cleber Machado e Felipe Giaffone para trazer todos os detalhes da terceira prova da temporada 2020, na TV Globo.