Estreia nesta quarta (22), na faixa É Tudo Verdade, do Canal Brasil, o documentário “As Testemunhas de Putin”, do cineasta russo Vitaliy Manskiy. O diretor apresenta sua visão íntima de Vladimir Putin, o controverso presidente russo, neste documentário premiado em festivais na Polônia, Letônia, Suécia e nos Estados Unidos. Manskiy acompanhou de perto a chegada de Putin ao Kremlin.

Em 2000, o então presidente Boris Yeltsin decidiu repentinamente renunciar ao cargo. Até a realização de novas eleições, seu primeiro-ministro, Vladimir Putin, assumiu interinamente o posto e, em vez das táticas mais comuns dos marketeiros políticos, decidiu contratar o cineasta para acompanhar sua rotina diária e produzir um documentário que o apresentasse como um líder capaz de guiar o país em um novo rumo.

O filme solicitado por Putin foi finalizado, mas após duas décadas de consolidação do líder soviético como uma das figuras mais importantes no campo da política internacional, o diretor decidiu retornar às imagens para mostrar como aquelas cenas possibilitavam uma pequena amostra do que estaria pela frente do povo russo. O espectador acompanha a rotina do mandatário em sua expectativa para assumir a posição de Yeltsin, mostrando seu nervosismo durante a apuração dos votos, suas estratégias de campanha e os primeiros atos como líder do Kremlin.

Com rara intimidade a um dos mais poderosos homens do mundo, acusado de corrupção e de eliminar seus desafetos, o cineasta capta as visões do chefe de estado sobre democracia, capitalismo e oriente. Duas décadas depois de lançado, o diretor apresenta o outro lado das mesmas imagens e tenta reverter o sucesso de seu próprio trabalho, quando ajudou a eleger um dos mais polêmicos líderes mundiais.

“As Testemunhas de Putin” estreia dia 22 de julho, às 20h no Canal Brasil.