A produção “Damas do Samba” estreia na TV Brasil nesta quarta (09), em formato de documentário. Dirigido pela cineasta Susanna Lira, o filme resgata a presença das mulheres no samba e a importância delas na história da música popular brasileira.

Com repertório de clássicos do gênero, a obra inédita em televisão aberta contempla veteranas consagradas e talentos da nova geração. O conteúdo já foi ao ar pela emissora pública em formato de série documental. A TV Brasil exibiu o material com exclusividade em 2018, em quatro episódios.

Personalidades do samba soltam a voz e entoam grandes sucessos de artistas que foram pioneiras. O longa conta a história de ícones como Tia Ciata, Dona Zica, mulher de Cartola, e Dona Neuma. A produção ainda celebra musas como Clara Nunes, Alcione, Leci Brandão, Jovelina Pérola Negra, Beth Carvalho e Clementina de Jesus.

Lançado em 2015, o documentário “Damas do Samba” parte da época da escravidão até chegar a 2013. Lembra de tia Ciata (1854-1924), a baiana que ajudou a difundir o samba de roda no Rio de Janeiro. Em sua casa, ponto de encontro de músicos, foi criado o clássico “Pelo Telefone”. Depois, salta para divas como Dona Zica, mulher de Cartola, e Dona Neuma, personalidades fortes na escola de samba Mangueira.

Clara Nunes, Alcione, Leci Brandão e Jovelina Pérola Negra ganham a tela do canal público cantando ou contando histórias. A eterna Beth Carvalho homenageia Clementina de Jesus: imita com emoção e carinho os gestos de seu jeito de cantar. A madrinha do samba fala ainda do aspecto revolucionário do gênero.

“Damas do Samba” estreia dia 09 de setembro, às 22h30 na TV Brasil.