Jovem, bonita, famosa, dona de uma carreira de sucesso em Hollywood e de talento promissor, a atriz Brittany Murphy faleceu em 2009, aos 32 anos, em circunstâncias que ainda hoje permanecem cercadas por dúvida e mistério. A atriz atingiu o estrelato em 1999, com seu trabalho em “Garota Interrompida”, “8 Mile – Rua das Ilusões”, “Recém-Casados” e “Sin City – A Cidade do Pecado”.

Neste sábado (26), o ID estreia o documentário exclusivo “Dossiê ID: Brittany Murphy” (Brittany Murphy: An ID Mistery). A produção retorna ao dia 20 de dezembro de 2009, quando o corpo da atriz foi encontrado, ainda com vida, no chão do banheiro da mansão onde morava com sua mãe, Sharon, e com o marido, o roteirista, produtor e diretor Simon Monjack.

Em uma hora de duração, o especial retoma os eventos em torno da morte de Brittany e revisita os trabalhos de apuração independente conduzido pelo pai da atriz, Angelo Bertolotti. O documentário tem acesso a entrevista exclusiva com ele e traz o contundente depoimento do médico Cyril Wecht – contratado para a elboração de um laudo independente, ele expõe em sua fala as muitas dúvidas em relação à versão oficial sobre a morte de Brittany. Linda Monjack, mãe de Simon, e Ed Winter, membro da equipe de legistas que elaborou o laudo oficial, também são fontes.

Autópsia realizada em 2009 diz que a atriz morreu de causas naturais: pneumonia aguda associada a anemia e altas doses de medicamentos. Mas, durante os anos que sucederam a morte trágica, Angelo sustentou a suspeita de que sua filha teria sido vítima de um assassino que poderia tê-la envenenado.

Apenas cinco meses depois, em maio de 2010, Simon também faleceu das mesmíssimas causas – altas doses de medicamentos, pneumonia e anemia – o que deu mais força aos questionamentos, ainda mais quando a imprensa noticiou que Simon, o viúvo, e Sharon, sogra dele, estariam mantendo um caso amoroso.

O pai da atriz decidiu, então, dar início a uma investigação independente e contratou o patologista forense Cyril Wecht – o médico levanta a suspeita de que Brittany possa ter sido envenenada e pede um exame dos cabelos da atriz. Os resultados apontam a presença de dez metais pesados em níveis muito superiores aos normais.

“Dossiê ID: Brittany Murphy” estreia dia 26 de setembro, às 22h no Investigação Discovery.