Com narração do cantor Ney Matogrosso e inspirada na obra do poeta Manoel de Barros, a série infantil “O Menino que Engoliu o Sol” estreia na TV Brasil nesta segunda (14). A animação abre a faixa de programação da emissora pública com recursos de acessibilidade para as crianças.

No ar de segunda a sexta-feira, sempre no mesmo horário, a produção independente tem 13 episódios de sete minutos. A novidade, cujo conteúdo tem supervisão artística do cineasta Joel Pizzini, pode ser conferida na sessão TV Brasil Animada Acessível. A proposta do seriado nacional é abordar de forma poética o Pantanal e a relação do homem com a natureza. O universo lírico de Manoel de Barros, a pintura de Martha Barros e o mito do fogo na cultura indígena guató também são temáticas que aparecem na obra audiovisual que tem adaptação livre.

A partir de um olhar sensível sobre a poesia presente no meio ambiente, a animação “O Menino que engoliu o sol” aborda o medo do escuro de uma forma que cativa e emociona o público de todas as idades, desde crianças até adultos. Para resolver esse problema, o jovem Manoel acha que é preciso comer um pedacinho do sol. O garoto vivencia diversas experiências e aprende uma lição sobre o que fazer com as emoções e a importância do equilíbrio no universo.

Realizado pela produtora Pólofilme, o conteúdo exibido pela TV Brasil em rede nacional é baseado no livro homônimo redigido por Ricardo Pieretti Câmara, que assina o roteiro ao lado da diretora Patrícia Alves Dias. Trata-se da primeira série de animação do Mato Grosso do Sul.

“O Menino que Engoliu o Sol” estreia dia 14 de setembro, às 7h45 na TV Brasil