O tempo está passando depressa, e os ponteiros do relógio parecem acelerar sem trégua para Verônica (Tainá Müller), escrivã da Delegacia de Homicídios de São Paulo. Do dia para a noite, ela se vê em uma caçada arriscada e enigmática. É o que revela a série original “Bom Dia, Verônica”, que estreia nesta quinta (1º) na Netflix.

Adaptação do livro homônimo da criminóloga Ilana Casoy e do escritor Raphael Montes, o thriller ficcional acompanha esta policial determinada, decidida a usar toda sua habilidade investigativa para mergulhar em dois casos intrigantes e ajudar as vítimas a despertar contra a violência e a injustiça. A primeira, uma mulher enganada por um golpista na internet. A segunda, Janete (Camila Morgado), esposa de Brandão (Eduardo Moscovis), um serial killer inteligente e perigoso que leva uma vida aparentemente normal, mas que, por detrás da fachada, revela uma mente cruel capaz de aprisionar suas presas tal como pássaros em uma gaiola.

A série traz ainda Elisa Volpatto, Silvio Guindane, César Melo, Adriano Garib e Antônio Grassi no elenco. Na direção geral está José Henrique Fonseca. “Bom Dia, Verônica” estreia dia 1º de outubro na Netflix.