O canal National Geographic estreia nesta sexta-feira, dia 20 de novembro, a partir das 21h, a série inédita “Escravidão: uma história de injustiça“. Samuel L. Jackson, um dos mais reconhecidos atores de Hollywood e ativista dos direitos humanos, inicia uma jornada pessoal em uma série chocante que viaja pelo mundo para revelar histórias de imenso sofrimento e ganância, mas também de resistência e esperança.

A série, composta por seis episódios de uma hora, busca esclarecer quatro séculos de escravidão em que milhões de africanos foram enviados às Américas por traficantes da Europa Ocidental. Mais de 12 milhões de pessoas foram sequestradas e escravizadas. Pelo menos dois milhões de pessoas morreram no mar. Agora, pela primeira vez, novas tecnologias de pesquisa subaquática, como sistemas avançados de mapeamento tridimensional e radar de penetração em terra, permitem a localização e o exame de navios naufragados em três continentes, revelando uma perspectiva totalmente nova sobre a história do comércio transatlântico de escravos.

Em seis áreas subaquáticas, incluindo Reino Unido, Jamaica e Flórida, um grupo experiente de mergulhadores em alto mar encontra seis navios que afundaram com escravos a bordo. Enquanto isso, em terra, os especialistas investigam locais como os fortes e masmorras de Gana, as mansões da Inglaterra e as antigas plantações americanas.

Investigações científicas, vestígios de artefatos encontrados no fundo do mar, relatórios e reconstruções dramáticas são combinados para servir como uma plataforma para examinar a ideologia, economia e política da escravidão, além de compartilhar detalhes de eventos históricos e histórias pessoais, tanto aqueles que foram escravizados quanto seus captores europeus.

A excursão inclui localidades no Brasil, Canadá, Costa Rica, Gabão, Estados Unidos, Inglaterra, Jamaica, Portugal, Espanha, Gana, Etiópia e Suriname.