A Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA) e o Sindicato das Empresas de TV por Assinatura (SETA) apresentaram na última terça-feira, os resultados do Levantamento Setorial – Operadoras do ano de 2007.

De acordo com os dados apresentados, a base total de assinantes cresceu 13% em relação a 2006, totalizando 5,3 milhões de lares brasileiros com o serviço de TV paga. Já os usuários de internet em alta velocidade somaram 1,8 milhão, número 47% maior que o registrado em 2006.

O crescimento da base de assinantes, tanto de TV por assinatura quanto de internet banda larga, impulsionou o faturamento bruto do setor, que foi de R$ 6,7 bilhões em 2007 ou 22% superior ao montante acumulado em 2006. O número de empregos diretos gerados no período, que foi de 13,8 mil, também apresentou alta de 26% em relação ao ano anterior.

"As operadoras de serviços de televisão por assinatura são detentoras de uma abrangente e extensa infra-estrutura multisserviços de telecomunicações. São, portanto, capazes de atender as demandas crescentes desse mercado", afirma Alexandre Annenberg, presidente-executivo da ABTA. O executivo ressalta que os dados apresentados no levantamento comprovam a consolidação do setor de TV por assinatura no Brasil.