directv A AT&T e a DirecTV anunciaram neste domingo, dia 18 de maio, que chegaram a um acordo definitivo de venda da operadora de televisão por assinatura (DirecTV) para a empresa de multisserviços (AT&T). O acordo foi aprovado por unanimidade pelos diretores das duas empresas e ainda precisa passar pela aprovação dos órgãos reguladores nos países em que a DirecTV atua.

A transação combina forças complementares para criar uma única e nova competidora com capacidade sem precedentes em mobilidade, vídeo e serviços de banda larga. A aquisição permitirá que a nova empresa possa oferecer aos seus consumidores pacotes que incluem vídeo, banda larga de alta velocidade e serviços de telefonia móvel usando todos os seus canais de vendas.

Os acionistas da DirecTV receberão 95 dólares por ação segundo os termos da fusão divulgados neste domingo, sendo: US$ 28,50 por ação em dinheiro e US$ 66,50 por ação da AT&T. A compra implica num valor de ações em US$ 48,5 bilhões e da transação como um todo de US$ 67,1 bilhões, incluindo a dívida da DirecTV.

Na América Latina

Para facilitar o processo de aprovação regulatória na América Latina, principalmente no Brasil, a AT&T pretende vender suas ações na América Móvil, empresa responsável pela operadoras NET, Embratel e Claro no Brasil. Isto inclui 73 milhões de ações cotadas na bolsa de valores. Os diretores da AT&T designados para o quadro da América Móvil renunciarão aos cargos imediatamente para afastar qualquer indício de conflito.

Mais detalhes sobre o acordo serão divulgados nesta segunda-feira, dia 19 de maio, em vídeo conferência pela duas empresas.