A ação humana, muitas vezes, pode ser uma ameaça à natureza. Mesmo grandes caçadores e predadores temidos têm suas vidas colocadas em risco devido à ocupação humana de áreas naturais, à devastação das florestas e ao aquecimento global. O sétimo e último episódio da série The Hunt visita as florestas da Índia e da Venezuela, as savanas africanas, oceanos e regiões geladas da América do Norte, para trazer alguns exemplos dos conflitos entre humanos e animais e mostrar o trabalho de pessoas que tentam melhorar a vida de todos. O programa inédito vai ao ar no próximo domingo, 27 de dezembro, às 21 horas, com reapresentação na segunda-feira, 28 de dezembro, às 9 horas e às 15h20, no canal BBC Earth.

O especial começa na Índia. A população dos tigres caiu de 300 mil para cerca de 2 mil em meados da década de 1970, mas políticas governamentais, como a criação de áreas de preservação e o aumento da fiscalização para evitar a caça, elevaram este número para cerca de 2.500 exemplares. O aumento dos felinos, entretanto, cria conflitos com homens que vivem nas regiões das florestas e podem ser atacados. O programa mostra o trabalho da ONG Wildlife Conservation Society, que acompanha a mudança de pessoas para áreas seguras.

Já o desmatamento na Amazônia venezuelana é um perigo para a harpia, considerada a maior ave caçadora do mundo. The Hunt traz o estudo do veterinário Alexander Blanco, o qual mostra que, com o desaparecimento das matas, também somem macacos e preguiças, presas favoritas das harpias. Elas adaptaram seu processo de caça, atuando em áreas de floresta menos densa, mas, para o especialista, a população da espécie será reduzida se a devastação continuar.

No Ártico, os invernos estão menos intensos, por causa do aquecimento global, o que reduz o período de caça do urso polar. O estudo do biólogo Evan Richardson, no norte do Canadá, associou o fato de os animais estarem mais magros e menores, do que em décadas anteriores, à estação fria mais curta. Para Richardson, a elevação da temperatura coloca os ursos em risco de extinção.