[creditos:9db3b6031c]
Brasília e Rio Verde transmitem Carnaval em sinal digital (Divulgação)[/creditos:9db3b6031c]As festas do Carnaval transmitidas pela TV aberta este ano serão muito mais bonitas e rica em detalhes para os moradores de Brasília e mais nove municípios do Entorno, além de Rio Verde (GO). Nestas cidades o sinal analógico da TV já foi desligado, e as transmissões são totalmente digitais, o que permite uma qualidade melhor de imagem e de som. E para a partir do dia 29 de março está previsto o desligamento do sinal analógico em São Paulo. Este ano cerca de 312 cidades de todo o país também deverão ter o sinal analógico desativado.

A estudante Érika Castro, 24 anos, que mora em Brasília, assiste ao desfile das escolas de samba pela televisão desde pequena e diz que esse ano vai ter um gosto muito especial. "A magia do Carnaval é linda demais para ver numa TV com sinal ruim. O sinal HD vai fazer muita diferença para ver os detalhes do desfile, as cores e fantasias", disse.

Já Bruna Araújo, de 23 anos, que visita Brasília nos feriados, normalmente não assiste às festas do Carnaval, mas esse ano vai ser diferente. "Minha filhinha já está com dois anos e ela gosta do batuque do Carnaval. Então, no final de semana vamos sentar para assistir os desfiles", contou. Bruna disse que a filha "por ter nascido agora, vai pegar uma coisa nova e já vai crescer acostumada com isso: a qualidade da TV. Antigamente, a gente se contentava em colocar palha de aço na ponta da antena e rezar para não ficar chuviscado."

O presidente da Anatel e do Gired (Grupo de Implantação do Processo de Redistribuição e Digitalização dos Canais de TV e RTV), Juarez Quadros, esteve em São Paulo este mês para acompanhar o trabalho de desligamento da TV analógica e a distribuição dos kits (conversores e antenas) para as famílias inscritas nos programas sociais do governo.

A primeira transmissão dos festejos de Carnaval aconteceu em 1973, apresentando os desfiles do Rio de Janeiro. Em 1975 já eram exibidos flashes das comemorações do Carnaval pelo país, como o baile do Clube Tamoio (de São Paulo) e o concurso de fantasias do Hotel Nacional (no Rio de Janeiro). Logo após esses dois anos marcantes, a cobertura do Carnaval pela televisão virou algo tradicional: dos desfiles das escolas de samba no Rio de Janeiro e de São Paulo, à passagem dos trios elétricos na Bahia, mas ainda com sinal analógico.