Rogério Duarte é artista gráfico, compositor, professor universitário, produtor cultural, escritor e filósofo, entre outras atribuições, possui uma rica história de vida e opiniões fortes, adquiridas ao longo dos tempos, sobre temas como política, arte e religião.

- Publicidade -

José Walter Lima convida o próprio intelectual para narrar um pouco de sua história e contar sobre os muitos e gloriosos feitos alcançados em tantos anos de trajetória no documentário "Rogério Duarte – O Tropikaoslista", que estreia nesta segunda (17) no Canal Brasil. Um dos principais responsáveis pelo surgimento da Tropicália, o protagonista concede depoimentos especiais para sua cinebiografia enquanto o roteiro recorda cliques de arquivo e imagens de trabalhos notáveis.

A face cinematográfica de Rogério Duarte abre o roteiro ao falar de seu trabalho ao lado de Glauber Rocha e elucidar os detalhes da criação dos icônicos cartazes de Deus e o Diabo na Terra do Sol (1964) e A Idade da Terra (1980) – o filme menciona ainda seu desenho em Cara a Cara (1968), de Julio Bressane. A habilidade como designer também é realçada em discos marcantes da música brasileira, produzindo capas para álbuns de Gal Costa, Caetano Veloso e Gilberto Gil – os dois últimos comprovam a genialidade do protagonista também como compositor ao interpretarem canções de sua autoria.

Da sétima arte, o personagem central do documentário lembra a perseguição pela ditadura militar, que lhe rendeu algum tempo no cárcere e torturas frequentes por parte dos oficiais do regime devido à sua militância como comunista.

"Rogério Duarte – O Tropikaoslista" estreia dia 17 de setembro, às 22h no Canal Brasil.

- Publicidade -