A população de Venezuela parece estar cada vez mais isolada do restante do mundo quando o assunto é televisão. Nesta última quarta-feira, dia 23 de agosto, o canal Caracol Televisión foi retirado de todas as operadoras que prestam serviços no país. O fato foi confirmado pelo canal através de sua conta no Twitter: "A Caracol Televisión sai do ar na Venezuela por decisão de Nicolás Maduro".

A emissora lamentou o ocorrido em comunicado de imprensa: "A Caracol desempenhou sempre o seu trabalho jornalístico de forma objetiva e verdadeira, seguindo os princípios fundamentais: oferecer jornalismo com contexto e ouvir todos os pontos de vista", garantiu.

Ainda segundo informações divulgadas por órgãos reguladores venezuelanos nas próximas horas outro canal colombiano deve deixar o país. A próxima vítima será a rede RCN.

Críticos do governo Maduro alegam que o presidente se tornou um ditador e tenta a todo custo censurar qualquer forma oposição no país.