Nesta terça-feira (1º), Dia Mundial do HIV e AIDS, a MTV estreia “Deu Positivo”, projeto idealizado pela Vbrand e coproduzido com a Cine Group para a farmacêutica GSK/ViiV Healthcare. Neste doc-reality inédito, protagonizado por pessoas reais que vivem com o HIV, as pessoas mostram suas histórias com naturalidade e clareza, mas também lidam com estigmas e preconceitos que, até os dias atuais, rondam a causa.

No Brasil, mais de 900 mil pessoas vivem com HIV1. Dados publicados pelo Ministério da Saúde mostram que, em 2018, das pessoas que vivem com HIV no Brasil, 85% já fizeram teste; destas, 78% estão em tratamento e, desse percentual, 93% apresentam supressão viral1.

“Deu Positivo” foi gravado durante a pandemia e contempla três episódios inéditos. Na estreia, o doc-reality conta a história de Victor Bebiano, um multiartista de 23 anos que, recentemente, tornou público que vive com HIV. Victor namora há dois anos com o cenógrafo e aderecista Guilherme Custódio, formando um casal sorodiscordante. Além do projeto visual encabeçado pelos dois, Victor decidiu gravar uma música e produzir um clipe que apresenta, em formato artístico, a pluralidade de corpos e rostos de pessoas que vivem com HIV.

O segundo episódio conta a história de André Araújo (32), um jovem potiguar que chegou a São Paulo para expandir seus horizontes, no mesmo momento que recebe o diagnóstico de que vive com HIV. Engajado na militância artística contra sorofobia, sua jornada vai ser acompanhada por Micaela Cyrino. O terceiro episódio conta a história de Emer Conatus, um educador cultural de 26 anos, que vive com HIV e atua em diversas ações para informar e educar. A iniciativa mais recente de Emer é o podcast Preto Positivo, que ele co-produz com Raul Nunnes.

“Deu Positivo” vai ao ar nos dias 1º, 2 e 3 de dezembro, às 20h na MTV.