discoveryturbo Steve Blanchard é o mestre de uma arte que exige mais que criatividade, mãos firmes e muita força; ele transforma pedaços de madeira em esculturas colossais e realistas, destinadas a clientes exigentes. A rotina da equipe de Steve, composta por Pete Rieger e Ryan Cook é o tema da série inédita Os Reis da Serra Elétrica, que o canal de televisão por assinatura Discovery Turbo exibe a partir de domingo, 13 de abril, às 21h.

[creditos:9dd821249b]
Divulgação [/creditos:9dd821249b]

Quando o principal instrumento de trabalho é uma serra elétrica, qualquer descuido pode ser fatal. Some-se a isso a matéria-prima e os próprios artistas, que também podem ser definidos como “brutos”. Fazê-los trabalhar em equipe requer um grande esforço de Steve, que vive às voltas com ferramentas pontiagudas e personalidades conflitantes.

Cada episódio registra o trabalho da equipe fixa e de artistas convidados para a entrega de uma encomenda. Em uma contagem regressiva, as câmeras acompanham todo o processo, do recrutamento de escultores ideais cada projeto, os primeiros esboços, a escolha da matéria-prima e a divisão dos trabalhos. Até a entrega da obra e reação dos cliente, nenhum detalhe foge às lentes.

Na equipe fixa, Pete Rieger é o braço-direito. Se algo saiu completamente errado, a culpa é dele, que já se acostumou a ouvir a mesma ameaça de Steve: “Isso pode custar o seu emprego”. Por mais que demonstre insubordinação, Pete não abandona o barco e desenvolveu suas próprias técnicas para lidar com Steve.

Ryan é o aprendiz. A função dele é transportar as madeiras, cuidar das ferramentas e se certificar de que tudo está em ordem para o trabalho dos escultores, mas nem sempre as coisas saem como planejado. Entre a vontade de aprender e o escultor que ele deseja ser, há erros como arruinar uma peça às vésperas da entrega.

No episódio de estreia, uma encomenda para um campo de golfe mobiliza a equipe. Eles precisam erguer um monumento que represente o voo das águias em um prazo de apenas cinco dias. O preço: 47 mil dólares.