Garimpo e pechincha: assim se resume a rotina de “Big” Mike Schario e Jesse Brown, os donos da loja Finders Keepers e protagonistas da nova série do Discovery World HD, Achados e Perdidos. O trabalho deles é usar faro e barganha para promover reencontros emocionados entre compradores e objetos que permaneciam perdidos no tempo.

Com estreia na quarta-feira, 9 de março, às 22h45, a atração se infiltra nos bastidores de um mercado que ganha fôlego com o recente interesse por artigos antigos, ou vintage: Big Mike e Jesse têm uma loja de achados – são itens encontrados em meio a quinquilharias de pequenos brechós, garagens e coleções empoeiradas.

Cada episódio de uma hora registra o movimento na loja e as missões especiais assumidas pelos dois: encomendas feitas por compradores de diversas partes dos Estados Unidos que procuram artigos específicos e com imenso valor sentimental. Quando aceitam esse tipo de pedido, Mike e Jesse se dispõem a viajar pelos Estados Unidos em um trabalho de investigação que exige contatos e sorte.

Em suas viagens na busca por produtos, a dupla se depara com todo tipo de situação: há os donos que não sabem que guardam os sonhos de consumo de outrem jogado em algum canto de casa, ou aqueles que conhecem muito bem o valor inestimável de objetos que representam edições limitadas e colecionáveis. O segredo é entender o tipo de negociante para conseguir o melhor preço e depois revender os itens para colecionadores e apaixonados pelo estilo vintage.

Na estreia da série, Mike e Jesse tentam encontrar uma bandeira japonesa da Segunda Guerra Mundial – o objeto foi encomendado por Dave Tovrea, cliente cujo pai esteve em batalhão que lutou no Pacífico Sul. Quando acabou a batalha, os soldados Aliados assinaram bandeiras dos inimigos como registro da vitória que compartilharam. Encontrar uma bandeira com a assinatura do pai de Dave é uma missão quase impossível – quase.

O trabalho de detetives se inicia com a busca por pessoas que tenham alguma pista sobre o paradeiro dessas bandeiras – na jornada, eles encontram grupos que ajudam a catalogar e contatar veteranos de guerra.