Eleito pelo público como melhor documentário no Festival do Rio do ano passado, a produção “Divinas Divas”, de Leandra Leal, chega ao Canal Brasil nesta segunda-feira (25).

A coprodução do Canal Brasil resgata a história da primeira geração de artistas travestis a fazer sucesso na cena cultural do Rio de Janeiro. As “Divinas Divas” Rogéria, Valéria, Jane Di Castro, Camille K, Fujika de Halliday, Eloína dos Leopardos, Marquesa e Brigitte de Búzios relembram como descobriram a vocação para o canto e para o teatro, e os figurinos dos primeiros espetáculos dos shows nos teatros Carlos Gomes e João Caetano, ambos na Praça Tiradentes, no centro do Rio.

Os depoimentos são intercalados com imagens de arquivo, vídeos, fotos, capas de revista e bastidores. Elas também falam sobre a aceitação da homossexualidade, a rejeição familiar e a censura no regime militar. Há espaço para questionamento sobre o conservadorismo da época, infelizmente ainda intenso na sociedade atual.

Casos curiosos sobre paixões da juventude e histórias de bastidores sobre as apresentações percorrem o documentário. Com grande talento para o canto e a dança, a direção mostra que há muito mais do que plumas e paetês por baixo do figurino extravagante. Elas acompanharam as transformações políticas e sociais do Brasil ao longo dos anos. Para citar as próprias palavras de Rogéria no roteiro, elas são a prova de que estrelas não têm idade.

“Divinas Divas” estreia dia 25 de setembro, às 22h no Canal Brasil.