A coprodução do Canal Brasil, "Todos Os Paulos do Mundo" foge do estilo tradicional de documentários de entrevistas com o retratado e depoimentos de pessoas cujas trajetórias se encontraram com a do protagonista ao longo dos anos.

- Publicidade -

Paulo José escreveu o texto de sua própria biografia e a narra sem aparecer uma única vez em cena – todas as imagens do filme são retiradas de muitos de seus papeis no cinema. Por se tratar de um intérprete de longa e premiada carreira na sétima arte – ele já conquistou láureas nos principais festivais do país, como as mostras realizadas em Gramado, Brasília e o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro –, o material de acervo traz pérolas de grandes obras da nossa filmografia, como O Padre e a Moça (1966) – sua primeira aparição nas telonas –, O Rei da Noite (1975), O Homem do Pau Brasil (1982) e Cassi Jones, o Magnífico Sedutor (1972).

Paulo José divide seu texto com personalidades importantes do cinema brasileiro, que reverenciam seu legado na sétima arte. O documentário traz as vozes Matheus Nachtergaele, seu diretor no premiado A Festa da Menina Morta (2008); Selton Mello, com quem contracenou em O Palhaço (2011); Helena Ignez, sua companheira de cena em O Padre e a Moça (1966) e Os Marginais (1968); Joana Fomm, igualmente estrela do elenco de O Homem Nu (1968); e o depoimento das atrizes e também filhas Ana Kutner e Bel Kutner, frutos da união com Dina Sfat, sua colega de profissão. Com 81 anos de idade, tendo dedicado mais de meio século ao seu ofício, o protagonista recebe uma merecida homenagem à sua história, com todos os Paulos do mundo reunidos em uma única película.

"Todos Os Paulos do Mundo" estreia dia 03 de setembro, às 22h no Canal Brasil.

- Publicidade -