Nesta segunda (05), o Canal Brasil exibe "A Arte Existe Porque a Vida não Basta". O filme é um grande tributo à contribuição de Ferreira Gullar às artes, em um recorte afetivo da memória do poeta. Textos célebres do escritor são dramatizados por Marco Nanini, em interpretações intensas e solitárias de alguns de seus versos mais conhecidos. Na voz do ator é possível conhecer um pouco da personalidade do homenageado, saber dos problemas enfrentados nos tempos de ditadura militar, os dramas da sua vida e seus questionamentos políticos e sociais. Suas trovas extrapolam as folhas de papel e ganham versões musicadas no violão de Paulinho da Viola e nos timbres de Adriana Calcanhotto e Laila Garin.

O roteiro – de autoria de Nelson Motta – traz verdadeiras pérolas registradas em entrevistas com o protagonista. Ferreira Gullar explica a relação com suas obras, a descoberta do apreço pela poesia e o início da vida no Maranhão sem fugir de polêmicas, marca tradicional de sua trajetória. As dramatizações de seus trabalhos remontam a história desse múltiplo artista. Em Papo Furado, Nanini discorre sobre a relação do cronista com a fama e a perseguição do regime militar. Sobre o Amor aborda a complexidade das relações e do nobre sentimento, e Não Há Vagas disserta sobre os detalhes da criação de suas linhas. A cada verso, um momento de brilhantismo de um homem imortal através de seu legado.

"A Arte Existe Porque a Vida não Basta" estreia dia 05 de junho, às 22h no Canal Brasil.