A primeira temporada da série documental do canal E!, "I Am Cait", acompanhou a busca de Caitlyn Jenner por uma vida normal como uma mulher transgênera. Mais calma e sossegada pela primeira vez, Caitlyn também está pronta para se divertir um pouco e se torna mais aberta a novas ideias e facetas inexploradas de sua vida como uma mulher transgênera, como um romance que surge. Caitlyn está também confrontando desafios à sua crença que a estremecem, bem como seu grupo de amigos que não deixam nenhum tema fora da conversa.

- Publicidade -

O círculo de amizade de Caitlyn inclui Candis Cayne, Jennifer Finney Boylan, Chandi Moore, Kate Bornstein, Zackary Drucker e sua nova amiga Ella Giselle, uma jovem de 18 anos que é acolhida pelas mulheres mais maduras que são suas primeiras amigas transgêneras. Ao longo da viagem, que vai de Los Angeles para o Grand Canyon, Tulsa, Kansas City, New Orleans e além, elas discutem temas que as confrontam, se abrem para falar sobre suas próprias vulnerabilidades e obstáculos que cercam seus relacionamentos, carreiras e famílias. Assim, Caitlyn também começa a se abrir para novas possibilidades, como uma relação amorosa que ela nunca pensou ser possível.

Caitlyn também continua a valorizar os momentos que compartilha com sua família, que aparecem ao longo da série. Ao passo que seus relacionamentos evoluem, ela mantém o foco para ficar conectada com as filhas Kourtney, Kim Kardashian, Khloé, Kendall e Kylie Jenner, bem como sua ex-mulher Kris, que estão lá para apoiá-la em sua contínua jornada. Enquanto isso, as filhas mais novas, Kendall e Kylie avaliam sua relação com Caitlyn, especialmente quando Kylie revela que as pessoas a chateiam por chamar Caitlyn de "pai", e Kendall diz que o número de Caitlyn é salvo sob o nome de "Mad", uma combinação de mãe e pai, em seu telefone.

A segunda temporada de "I Am Cait" estreia dia 29 de maio, às 22h no canal E!.

- Publicidade -