A relação do escritor francês René de Chateaubriand com a jovem Léontine de Villeneuve, 40 anos mais nova, inspirou o filme L’Occitanienne, o Último Amor de Chateaubriand (L’Occitanienne, le dernier amour de Chateaubriand, 2007), inédito na programação do Eurochannel dia 11 de novembro, quinta-feira, às 22h. Neste primeiro longa do diretor Jean Périssé, o elenco conta com a atriz estreante Valentine Teisseire e os veteranos Bernard Le Coq e Roger Souza.

Inspirado na autobiografia de Chateaubriand, Mémoires d’outre-tombe, que ilustra em uma de suas passagens o interesse do escritor por uma jovem da aristocracia apelidada de Occitanienne, o filme narra o primeiro encontro entre eles, que por dois anos vinham se correspondendo por cartas.

Apesar de muitos acreditarem que o amor não tem idade, o filme ressalta os diferentes, e até mesmo conflitantes, aspectos e desejos sexuais entre um casal com essa grande diferença. Enquanto Chateaubriand já mostrava preocupação com a morte, embora ainda não tivesse perdido totalmente o desejo, Léontine era uma bela jovem cheia de vida e com a paixão correndo em suas veias.

O cenário do encontro, realizado em um hotel de luxo numa montanha durante uma noite de tempestade, foi pensado propositalmente para intensificar ainda mais os sentimentos e paixões que tomaram conta do local.