Há Blues nos Estados Unidos, Flamenco na Espanha, Tango na Argentina, Chanson na França – e Portugal também tem o seu próprio estilo musical, o Fado, e sua maior artista é Mariza. Dentro de um período de apenas cinco anos, ela passou de uma nova fadista a uma grande estrela internacional.

- Publicidade -

Dirigido por Simon Broughton, Mariza a história do Fado é um documentário de 60 minutos que entrelaça a história de Mariza com a história do próprio fado. Incluindo imagens de concertos de Mariza, apresentações em clubes de fado e ricas filmagens de Amália Rodrigues, este projeto proporciona um conto interessante sobre o "blues de Portugal".

Além das performances para agradar os telespectadores, este documentário oferece entrevistas com historiadores e a primeira transmissão de fado na TV. Este filme conta a história do fado de esquerda e anarquista, que se desenvolveu nos bairros da classe trabalhadora no início do século 20, até que foi proibido pelo regime fascista que chegou ao poder em 1926, e outros contos cativantes sobre o caminho e influência do fado em Portugal. Estreia dia 19 de janeiro, às 20h00.

- Publicidade -