canalbrasil Mais uma vez, em primeira mão, O VCFAZ.TV traz os destaques do Canal Brasil para o mês de fevereiro. Conheça os filmes que estarão "Seleção Brasileira", exibida sempre às terças-feiras, às 22h:

"A Antropóloga"
Dia 04 de fevereiro, às 22h

Costa da Lagoa, reduto açoriano na ilha de Santa Catarina. Malú (Larissa Bracher) tem 33 anos e realiza no local sua pesquisa de doutorado na área de etnobotânica. Com dona Ritinha (Sandra Ouriques) ela aprende a cultura mística que os descendentes açorianos mantém viva. Ao acompanhar o tratamento com ervas aplicado em Carolina (Rafaela Rocha de Barcelos), Malú subitamente tem contato com o sobrenatural. Ela passa a enfrentar o ceticismo científico, o qual ela própria já foi devota, e tenta provar a experiência que vivenciou.

"Esse Amor que nos Consome"
Estreia dia 11 de fevereiro, às 22h

Filme inédito. Gatto Larsen e Rubens Barbot são companheiros há mais de 40 anos. Eles acabam de se mudar para um casarão abandonado no centro da cidade, onde ensaiam com sua companhia de dança. O dia-a-dia da dupla envolve a criação artística e a crença nos orixás. Através da dança, eles marcam os territórios do Rio de Janeiro.

"Quanto Dura o Amor?"
Dia 18 de fevereiro, às 22h

Marina (Sílvia Lourenço) é uma jovem atriz do interior, que vai tentar a sorte na cidade grande. Em São Paulo, ela divide um apartamento com Suzana (Maria Clara Spinelli), uma advogada solitária e misteriosa, e no mesmo prédio ela conhece Jay (Fábio Herford), um escritor em busca de um sentido para a vida. Coincidentemente, enquanto Marina fica encantada pela cantora Justine (Danni Carlos), Suzana engata um romance com um amigo do trabalho e Jay declara suas verdadeiras intenções para a prostituta Michelle (Leilah Moreno), dando um início a um período de revelações e descobertas para os três.

"Cine Holliúdy"
Estreia dia 25 de fevereiro, às 22h

Estreia no Canal Brasil. Interior do Ceará, década de 1970. A popularização da TV permitiu que os habitantes da cidade desfrutassem de um bem até então desconhecido. Porém, o televisor afastou as pessoas dos cinemas. É aí que Francisgleydisson entra em ação. Ele é o proprietário do Cine Holiúdy, um pequeno cinema da cidade que terá a difícil missão de se manter vivo como opção de entretenimento.

Saiba mais:
Janeiro: Conheça os destaques da "Seleção Brasileira" do Canal Brasil