Desde a criação do Super-Homem – há aproximadamente 76 anos –, os super-heróis entretêm audiências globais e conseguem manter o sucesso a cada geração. Através de entrevistas e materiais raros, a série Super-Heróis: A Batalha sem Fim examina a forma artística dos protagonistas dos quadrinhos e sua complexa relação com a cultura norte-americana.

O segundo episódio da série, em 21 de agosto, quinta-feira, às 21h, vai analisar o período entre os anos de 1959 e 1977, ou seja, a influência nos quadrinhos das inovações tecnológicas apresentadas na época da Guerra Fria, e o impacto de alguns movimentos civis na criação de novos personagens – como o surgimento dos primeiros super-heróis negros.

Narrado por Liev Schreiber (de X-Men Origens: Wolverine), a série, que é divida em três períodos – desde o ano de 1938 até os dias atuais –, tem a participação de celebridades como Stan Lee (exímio criador de diversos personagens de HQs), Adam West (o Batman, do seriado de mesmo nome), Lynda Carter (a Mulher-Maravilha, do seriado de mesmo nome), Jerry Robinsons (um dos criadores do Coringa) e Joe Simon (cocriador do Capitão América).