O Canal Brasil exibe nesta segunda-feira, dia 11 de setembro, a partir das 22h, no bloco "É tudo verdade", a primeira parte do longa "Martírio" (2017).

A produção faz uma extensa contextualização de como os Guarani Kaiowá foram e continuam sendo exterminados brutalmente ao longo dos anos sem qualquer intervenção do poder público, preocupado quase exclusivamente com os interesses de empresários do agronegócio nas terras demarcadas para os indígenas.

O diretor menciona os massacres ocorridos desde a Guerra do Paraguai, passando pelo ciclo do mate, as políticas humanitárias e integracionistas de Marechal Rondon na metade do século, as interferências do Estado Novo de Getúlio Vargas, o regime militar e os governos democráticos. Com grande material de arquivo e imagens recentes produzidas especialmente para o documentário, é possível acompanhar como a violência contra a tribo evoluiu e como seus destinos foram traçados nos corredores de Brasília – em discursos higienistas sobre como os indígenas atrapalham a chamada evolução.

A obra conquistou os Candangos de prêmio especial do júri e do júri popular no Festival de Brasília; melhor documentário na Mostra Internacional de São Paulo; melhor longa-metragem no Festival de Cinema de Mar del Plata (Argentina); e melhor filme na Janela Internacional de Cinema do Recife.

A segunda parte do filme será exibida na segunda-feira, dia 18, às 22h.