Formula One F1 - Belgian Grand Prix - Spa-Francorchamps, Spa, Belgium - August 30, 2020 Mercedes' Lewis Hamilton in action during the race Pool via REUTERS/John Thys

Olá, internautas

- Publicidade -

No ano passado, a Band resgatou a faixa do “Show do Esporte” aos domingos. Diferente dos anos 90, o bloco comandado por Glenda Kozlowski e Elia Júnior sustenta basicamente no futebol. Sem os direitos dos principais campeonatos no Brasil, a emissora aposta em torneios futebolísticos internacionais, competições entre juvenis e também no futebol feminino. Não há uma grande variedade nas modalidades, exceto as partidas da NBA.

Diante de tal quadro, é louvável que o canal tenha adquirido os direitos de transmissão da Fórmula 1. Mesmo sem pilotos brasileiros, a principal categoria do automobilismo mundial possui ainda prestígio e fãs no Brasil.

Neste domingo (28/03), o canal promoveu uma intensa cobertura do primeiro GP da temporada 2021 realizado no Bahrein. Glenda e Elia ficaram na tela desde às 9 da manhã. A corrida, de fato, iniciou ao meio-dia, horário de Brasília. Neste aquecimento, entrevistaram, remotamente, Emerson Fittipaldi e Felipe Massa, além de Nelson e Nelsinho Piquet no estúdio. Sempre polêmico, o tricampeão mundial festejou que a transmissão ocorrerá agora na Band e não na “Globolixo”. Risadas nervosas ecoaram.

O veterano Reginaldo Leme é um dos reforços da Band para a transmissão que conta com a narração de Sérgio Maurício, além da repórter Mariana Becker e comentários de Felipe Giaffone e Max Wilson.

Como sempre ressaltamos neste espaço, é louvável a quebra do monopólio nos direitos de transmissão de eventos esportivos até então dominado pelo Grupo Globo. Isso possibilita geração de empregos, maior competitividade e melhor democratização dos meios de comunicação.

A Band ganha prestígio com a Fórmula 1.

Fabio Maksymczuk

 

- Publicidade -