Olhar e pensar o passado do Brasil para entender o presente: esta é a premissa da nova temporada do programa Entrevista – 18 esquinas para chegar ao Brasil.

No momento em que o país vive um cenário de debate político, o Canal Futura coloca em pauta questões que fazem parte da memória brasileira e que ajudaram a construir a sociedade de hoje. A partir desta segunda-feira, dia 18 de abril, às 20h30, a antropóloga e autora do livro “Brasil: uma biografia” (Companhia das Letras), Lilia Moritz Schwarcz, conversa com personalidades sobre aspectos históricos, culturais e econômicos do passado com o objetivo de compreender o presente e projetar o futuro da sociedade brasileira.

Em 18 episódios, que vão ao ar de segunda a sexta-feira, os convidados vão comentar temas relacionados à cultura, escravidão, democracia, corrupção, economia e direitos civis. Entre os entrevistados estão o economista Eduardo Giannetti, o antropólogo Hermano Vianna, o jornalista Roberto DaMatta e o músico Antônio Nobrega.

Nesses tempos nervosos que estamos vivendo no Brasil, nada como chamar especialistas para conversar conosco sobre diferentes ‘esquinas’ que nos levam sempre ao mesmo país. Uma nação cuja lógica é do ‘e’; não do ‘ou’: violento e hospitaleiro, inclusivo e exclusivo, plural e, por vezes, unitário, democrático e discricionário”, diz Lilia.

Para o coordenador de Jornalismo e Mídias Digitais do Futura, José Brito, a série representa uma colaboração do canal e da Companhia das Letras para que o público possa mergulhar nas origens de discussões que foram capazes de definir políticas em vários setores ao longo de séculos. “Neste momento de crise econômica e efervescência política, nada como uma boa aula de história para balizar argumentos da sociedade. Você não opina sobre o desconhecido. Muitas vezes, o que vemos nas redes sociais e nas ruas é um misto de intolerância e falta de perspectiva histórica, o que desqualifica muitos debates sobre o país. O Brasil se vê agora diante de mais um capítulo importantíssimo da sua própria história. De fato, o que está acontecendo hoje será lembrado nas próximas edições dos livros escolares com embates acalorados a respeito da nossa jovem democracia. De onde vem o direito à manifestação popular? O que define uma cultura de cidadania? Trabalhar com a Lilia Schwarcz e todo o time de entrevistados neste projeto foi mais que um prazer. Um privilégio", afirma Brito.

Para aumentar o alcance da série, as entrevistas, com duração de 15 minutos cada, ficarão disponíveis na internet em www.futura.org.br/entrevista.